O desafio

10 07 2008

“The making of a great compilation tape, like breaking up, is hard to do and takes ages longer than it might seem. You gotta kick off with a killer, to grab attention. Then you got to take it up a notch, but you don’t wanna blow your wad, so then you got to cool it off a notch. There are a lot of rules.”

Rob, personagem do filme “High Fidelity” (Alta Fidelidade)

É isso aí. Criar um top 5, ou no caso, um top 6 é uma arte. Não sei se consigo, mas como boa amante de música, vamos lá.

Aliás, por falar em amante, decidi manter minhas luvinhas S&M and rock your weekend, baby. Por isso minha compilação é o que você pode chamar de exciting. Let’s do it. 😉

1. Gotan Project – Santa Maria del Buen Ayre

Nada mais apropriado para abrir o fim de semana. Um tango meio eletrônico, pra esquentar.

2. Madonna – Erotica

A boa e velha (alguns discordam do velha, mas todo mundo concorda que ela é boa…in many ways) Madonna, pra dançar e extravasar. Ela é a melhor amiga de todo mortal na noitche.

3. Björk – Big Time Sensuality

Tá, tudo bem. Um monte de gente (e provavelmente você também) acha a Björk maluca. Excêntrica. Ou pior. Mas ouça essa faixa. Se você não pular, não dançar, ou não se sentir a bitch mais gostosa do universo…vai ver a Bridget Jones embaixo do cobertor, vai.

4. Vive la Fête – Noir Désir

É o ápice da sua noite, ma biatch. Os gritinhos agudos de Els Pynoo lembram sabe o que né. Então siacabe na música, na bebida, na dança, no bofe e no que mais você quiser. Só não vale me ligar mailocoqueobatima depois. É Vive la Fête. Vive la fête!

5. Lou Reed – Vicious

Um pouco menos dancefloor, mas não menos contagioso. Tem como não aceitar o convite de quem solta um “Oh baby you’re so vicious”?

6. The Cardigans – Lovefool

Love me, love me. Saaaaay that you love me. Tá na fossa já, na ressaca? Enfia o pé na jaca e curte o fim de noite. Mas nada de acabar com a vibe sexy da minha playlist.

PEB (Editado): Não sei se alguém reparou, mas para ouvir as músicas é só clicar em cima dos nomes que a página redireciona sozinha pro player do podcast. ok?

Câmbio desligo.





Exército Emo? Aliste-se já. Maquiagem é obrigatória.

3 06 2008

Há duas semanas, o Daily Mail, jornal britânico, divulgou uma reportagem onde abordava o fenômeno conhecido como “emomania”. A matéria atentava sobre o perigo que a letra das bandas “emo” representa aos adolescentes. Para o jornalista que escreveu, grupos como o My Chemical Romance são um culto e têm uma personalidade suicida.

Resultado: Neste último domingo, às 10 horas da manhã, horário de Londres, milhares de “emos” protestaram frente à redação do jornal Daily Mail, com faixas onde liam-se “Não temos medo de continuar a viver” e “Não somos um culto, somos um exército”.

Resultado 2: O protesto virara filme, como o que foi gravado pelo site Audio Junkies. O trailer já pode ser conferido na internet. Os comentários têm sido de apoio, e até de críticas muito negativas.

PEB: Em Março, milhares de emos mexicanos (sim, eles existem e choram assistindo Maria do Bairro ouvindo 30 Seconds to Mars) saíram às ruas com muito pó compacto e lápis nos olhos para protestarem contra o preconceito que enfrentam na escola, no metrô, no shopping, na seção de tinturas do supermercado. Não achamos bonito, mas não vamos comentar sobre isso. Preferimos citar Vive la Fête e deixar no ar: Maquillage. Cest camouflage.